Programa de Capelania Nascido de Novo

O que nos torna um capelão de verdade?

Não é só uma credencial, apesar disso ser extremamente importante. Afinal, sem ele você não consegue acesso a muitos lugares.

O que transforma um cristão em um capelão de verdade é saber o que fazer entre o entrar e sair.

Lembra do pedido de Salomão?

Dá-me sabedoria e conhecimento, para que eu possa liderar esta nação, pois quem pode governar este teu grande povo?” (2Cr 1.10)

A palavra certa aqui é Sabedoria.

Saber como se portar em um presídio, em uma escola, em um hospital especializado visitando crianças com câncer. Saber como se portar e o que fazer em cada situação, é o que faz de um crente um capelão de verdade, com um serviço que honre o Senhor. E é exatamente aí que entra o Curso de Capelania do Nascido, porque ele é o único com uma grade completa de vídeo aulas gravadas e ao vivo, com certificado e credencial emitido pelo nosso ministério e tem um custo benefício que soa como piada frente aos cursos de capelania que tem por aí… E cá entre nós, cursos que não formam capelães preocupados em glorificar a Cristo em todos os aspectos da Fé Cristã. Estão preocupados em ceder carteiras com distintivo, títulos e até fardas e patentes militares irregulares! E cá entre nós, cursos que não formam capelães preocupados em glorificar a Cristo em todos os aspectos da Fé Cristã. Estão preocupados em ceder carteiras com distintivo, títulos e até fardas e patentes militares irregulares!

Você sente que tem o chamado para cuidar de quem precisa de consolo?

Você se sente impelido a levar o evangelho a hospitais, prisões, escolas, ou a vítimas de desastre?

Você é consciente a qual deve ser a postura da Igreja de Cristo em situações como epidemias e situações de extrema calamidade?

Você tem medo de ser barrado e não poder executar o chamado que Cristo colocou no seu coração?

 

Com o curso de Capelania do Nascido, você vai finalmente poder atender ao seu chamado sem se preocupar em ser barrado onde for prestar assistência, até porque nossa credencial e certificado de capelão emitido pelo nascido, é reconhecido em todo território nacional.

“Satisfação total!” Garantia de 15 dias. Após sua matrícula, você tem até 15 dias para requisitar reembolso junto á Hotmart.

A Legislação da Capelania

Aprenda quais são os direitos de um capelão. tenha seus direitos garantidos!

O Que é a Capelania?

Aprenda em detalhes qual sua função para exercê-la com excelência

Exercendo a Capelania
Aprenda em detalhes como se portar, quais regras seguir e conheça como transmitir a Palavra de Deus corretamente em cada situação

Assista algumas aulas:

Vídeo Aulas Gravadas

O Programa de Teologia do Nascido de Novo conta com todos os recursos necessários para seu aprendizado. desde aulas gravadas…

Vídeo Aulas Ao Vivo

Quanto aulas semanais ao vivo que após ministradas são editadas e disponibilizadas como aulas menores do curso. Portanto o curso é um verdadeiro programa teológico para seu aprendizado completo.

“Satisfação total!” Garantia de 15 dias. Após sua matrícula, você tem até 15 dias para requisitar reembolso junto á Hotmart.

O que é capelania?

Capelania é a Assistência Religiosa prevista na Constituição Federal de 1988, sob a Lei 6923 art. 5 e inciso VII. A Capelania compreende na visitação a pessoas em situação de vulnerabilidade, entre estas, encontramos pacientes em hospitais, encarcerados, vítimas de calamidades e estudantes. Ela também compreende na realização de cultos e eventos religiosos dentro de instituições de internação tanto civis quanto militares.

O Capelão é um assistente Religioso, um trabalho que envolve levar Cristo aos necessitados ou seja, pessoas em situação de extrema vulnerabilidade portanto para exercer sua função o capelão deve receber o necessário o treinamento e capacitação para desenvolver suas habilidades dentro das áreas Social e Religiosa com qualidade.

O Capelão é um Ministro Religioso regulado por leis federais, estaduais e municipais. E por estas, está autorizado a prestar assistência religiosa e a realizar cultos religiosos em comunidades religiosas, conventos, colégios, universidades, hospitais, presídios, corporações militares e outras organizações. O boicote a prática da capelania pode ser punida com penas de até 2 anos de reclusão, podendo ainda configurar em crime de discriminação religiosa ou preconceito.

O que você vai aprender?

1.INTRODUÇÃO BÍBLICO TEOLÓGICA

 1.1- Fundamentos Bíblico-Teológico da Capelania 
1.2- Atividades de Capelania no AT e NT 1.3- Conceitos Bíblicos Fundamentais
1.4- Dignidade e Valor do Ser Humano
1.5- Motivação Para o Trabalho
1.6- Exercício da Misericórdia 
1.7- Chamado para Servir 1.8- Sabedoria 1.9- Instrução, Exortação e Admoestação 1.10- Sofrimento
1.11- Morte
1.12- Aconselhamento e Capelania Cristã 1.13- Marco Bíblico -Teológico
1.14- Objetivos
1.15- Sobre Servir
1.16- Diaconia, Ministério, Aconselhamento e Capelania
1.17- Poimênica, Aconselhamento, e Capelania Cristã

2- PASSOS INTRODUTÓRIOS DA CAPELANIA 2.1 Visão e perspectivas sociais 2.3 Necessidade da ajuda do capelão 2.4 Capelania na Bíblia Sagrada

3- ACONSELHAMENTO CRISTÃO

3.1- A prática do aconselhamento pastoral 3.2- O valor do aconselhamento para o conselheiro 3.3- Uma postura do conselheiro 3.4- Esclarecendo a questão da aceitação da pessoa 3.5- Lidando com os tipos de pessoas 3.6- O perfil e atributos do conselheiro bíblico 3.7- Aconselhamento pastoral ou aconselhamento psicológico? 3.8- Erros que devem ser evitados no uso da psicologia 3.9- Conclusão

4- ACONSELHAMENTO DE CASAIS 4.1- Aconselhamento de casais, pré e conjugal 4.2- Aspectos básicos do aconselhamento de casais 4.3- Complicações da relação da família 4.4- O modelo bíblico para o casamento, 4.5- O contexto da família brasileira 4.6- Introdução a teologia do aconselhamento de casais 4.7- Inventario do fator de traços da personalidade (iftp) 4.8- Avaliação do iftp 4.9- Avaliaçao do inventario do fator de traços de personalidade 4.10- Inventario de consciência sexual 4.11- Casamento sem Elã 4.12- Expectativas sobre os papéis dos cônjuges 4.13- Problemas com a família do cônjuge 4.14- Indicador de atitude no casamento 4.15- Outros materiais uteis para o aconselhamento de casais

5- ÉTICA 5.1- Tomando decisões 5.2- Alternativas éticas

6- DEFINIÇÕES
6.1 O que é Capelania
6.2 Contexto histórico
6.3 Objetivo
6.4 Áreas de Atuações

7- FUNDAMENTAÇÃO LEGAL 7.2- CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA: 7.3- LEI No 9.982, DE 14 DE JULHO DE 2000. 7.4- Exemplos de Legislações Estaduais e Municipais

8- DESENVOLVIMENTO DAS HABILIDADES
8.1 Formação do profissional
8.2 Nas habilidades interpessoais
8.3 Nas habilidades sociais
8.4 Desempenho da função
8.5 Na realização de capacitação pertinente
8.6 Leis e Normas internas
8.7 Preparação Emocional e Espiritual
8.8 Trajes e comportamentos

9- CAPELANIA HOSPITALAR 9.1 Capelania hospitalar na Bíblia Sagrada 9.2 A capelania hospitalar 9.3 Hospital conceito 9.4 A realidade no núcleo hospitalar 9.5 O capelão frente à realidade nos hospitais

10- METODO PARA O DESENVOLVIMENTO DA CAPELANIA 10.1 Capelania hospitalar 10.2 O trabalho de pesquisa 10.3 Tipo de instituição: publica ou privada? 10.4 Divisão das áreas 10.5 Identificação das necessidades 10.6 O projeto

11- A QUEM O CAPELÃO PRESTA ASSISTÊNCIA? QUAIS SUAS ANGUSTIAS? 11.1 O paciente 11.2 A família do paciente 11.3 Equipe médica 11.4 Direção do hospital 11.5 Funcionários em geral

12- O CAPELÃO NO DESEMPENHO DA FUNÇÃO NO HOSPITAL
12.1 O que deve ser feito
12.2 Apresentar-se ao paciente
12.3 Percepção quanto ao quadro do paciente
12.4 Utilizar dos recursos previamente preparados
12.5 Ouvir o paciente
12.6 Demonstrar empatia
12.7 Evitar o contato físico
12.8 Atentar-se quanto às canções
12.9 Realizar a avaliação pós-visita
12.1.1 O que não deve ser feito
12.1.2 Estar no hospital caso estiver enfermo
12.1.3 Fazer critica a instituição
12.1.4 Sentar-se no leito
12.1.5 Tocar no paciente
12.1.6 Mexer medicamento
12.1.7 Levar flores ou essências (óleo para ungir)
12.1.8 Prometer a cura através de Deus
12.1.9 Falar, cantar ou orar em alto tom

13 – PÓS-VISITA O QUE FAZER? 13.1 Aproximação da família do enfermo 13.2 Solicitar do paciente o contato da família 13.3 Respeitar o credo da família 13.4 Identificar o momento para o convite

14- AREAS CRITICAS UTI E HD 14.1 UTI – unidade de terapia intensiva 14.2 HD – Hemodiálise

15- HOSPITAL CAMPO DE BATALHA
15.1 Pisando em campo minado – Efésios 6.11-12

16- PREPARAÇÃO PSICOLOGICA 16.1 “Jesus chorou”. João 11.35 16.2 “Sorrir quando se quer chorar” 16.3 O Prestador de serviços é um ser humano